LEVANTAMENTO APONTA CRESCIMENTO DE AÇÕES CONTRA PLANOS DE SAÚDE EM SÃO PAULO


Levantamento feito pelo Observatório da Judicialização da Saúde Suplementar, do Departamento de Medicina Preventiva da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (FMUSP) mostra que em uma análise dos primeiros três meses de 2017 há um crescimento significativo no número de ações judiciais contra planos de saúde em São Paulo.

Dados relacionados ao número de decisões em primeira instância mostram que, apenas no primeiro trimestre, foram dez vez mais do que o registrado no ano de 2011, um total de 4.775 decisões.

São 117 ações por dia, nos primeiros meses de 2017, de reclamações comuns feitas por usuários de planos de saúde, como negativa de atendimento, reajuste abusivo de mensalidades ou rescisão injustificada do contrato por parte da operadora.

Professor Mário Scheffer, da FMUSP, afirma que é uma pequena parcela de um problema maior, pois observa que apenas uma parcela da população tem conhecimento dos seus direitos e busca a devida assistência jurídica para solucionar o não cumprimento das obrigações de prestadoras de planos de saúde. Ele afirma ainda que "O mais dramático é o que isso representa: as pessoas ficam sem a assistência justamente no momento de maior necessidade, quando ficam doentes.”

Fonte: Estadão

#planodesaúde #assistenciajurídica #pesquisa #judicializaçãodasaúde #direitosdoconsumidor

Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Nenhum tag.
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square